CORONAVÍRUS E A HISTERIA COLETIVA

CORONAVÍRUS E A HISTERIA COLETIVA

Sinopse

A histeria coletiva é quando um assunto começa a tomar tamanho vulto de tal maneira que todos só falam sobre aquilo. Tivemos muitos casos de histeria coletiva e todos estes casos levam a louca e a insanidade do coletivo. Mas a expectativa do coronavírus saturar o sistema hospital de todos os países se tornou uma histeria alimentada pela Organização Mundial de Saúde, pelos meios de comunicação e finalmente as autoridades públicas do mundo, preocupados com o que “dizia os especialistas” tomaram medidas exageradas de isolamento social global, causando nas pessoas uma ansiedade e um desespero desmedido. Hoje, 21 de março de 2020, as pessoas só falam de uma doença que mata 0,1% de todos os óbitos deste ano, em um universo de 13 milhões de falecimentos de janeiro até agora. Somente uma propaganda maciça foi capaz de criar uma histeria desta envergadura. Os meios de comunicação serviram para alavancar esta onda, uma emissora de TV via que outra transmitia sobre isto e tinha audiência, porque as pessoas estavam ávidas de notícias, então ela também queria chamar a atenção do público e também noticia sobre o coronavírus, e assim de forma orgânica todas as TV, rádios, jornais, portais, redes sociais entraram em um surto psicótico de maneira que em poucos dias todos estavam alucinantemente falando somente sobre isto. Para entender este fenômeno de enlouquecimento global recomendo a leitura do livro 1984 de George Orwell e o filme “A ONDA” que foi lançado em 1981.