Bolero de Ravel

Bolero de Ravel

Sinopse

Após a morte de seus pais, Adriano se retira para a solidão da casa vazia e sua irmã, Laura, volta para o lado do marido. Sozinho, Adriano revive cenas da infância e da juventude, mas quando Laura reaparece com a intenção de vender a propriedade, ele entra em pânico e recusa-se a sair. Com o ritmo intenso e crescente do Bolero de Ravel, o autor nos arrebata até a última linha."Ninguém mais se move alem do animal. Minha mãe, a meu lado, está branca de tanto gesso cobrindo-lhe o corpo. A Laura e seu namorado gritam desesperados debaixo de um comoro que o vento amontoa com rapidez. A cada salto dado pelo cachorro, ele cresce, infla e aumenta o peso, e seus dentes alcançam as nuvens. Então ele se volta para as crianças e as devora como se fossem gotas do mar. E pula novamente, arrancando pedaços de nuvens, que ele engole, faminto. Seu pelo esta sujo, escuro como as nuvens que ele ja engoliu. Suas unhas imensas alcançam o Sol e o despedaçam. Então sumimos numa noite sem fim. Apenas a escuridão existe. Apenas a escuridão. Apenas."

Autor

Professor, contista e romancista, Menalton Braff nasceu no Rio Grande do Sul, de onde transferiu-se para a cidade de São Paulo, para concluir o curso de Letras e a pós-graduação (lato sensu) em Literatura Brasileira. Em seus dois primeiros livros assinou com o pseudônimo Salvador dos Passos, passando a usar o próprio nome a partir de À Sombra do Cipreste. Procurando melhor qualidade de vida, abandonou a capital, estabelecendo-se próximo de Ribeirão Preto, onde dedica seu tempo à literatura. Conquistou vários prêmios literários, como o Jabuti – Livro do ano (2000) e foi finalista da Jornada de Passo Fundo, do Portugal Telecom, do Jabuti (duas vezes) e do Prêmio São Paulo de Literatura, primeira edição. Recebeu Menção Honrosa do Prêmio Casa de las Américas – La Habana. Tem participado de eventos literários, salões de ideias e feiras do livro em diversas localidades do Brasil, como as Feiras de Ribeirão Preto, Bauru, Porto Alegre, Belém do Pará, Sertãozinho, Ouro Preto, Guarulhos, além das Bienais de São José do Rio Preto, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e de São Paulo. Além de palestras e colaborações em diversos jornais (crônicas e ensaios) e prefácios para alguns livros, o autor tem publicado contos em diversas antologias com outros autores. Pela Global Editora tem publicadas as obras: À Sombra do Cipestre, Bolero de Ravel e Tapete de Silêncio.