Antologia da Alimentação no Brasil

Antologia da Alimentação no Brasil

Sinopse

Câmara Cascudo reuniu nesta obra estudos e histórias saborosas da vida do brasileiro: da introdução do sorvete, ao cotidiano de bares e cozinhas de negros e brancos, baianos e mineiros. Uma vez que a cultura brasileira também foi construída pelos alimentos, esta antologia conclui o que o autor pesquisou sobre alimentação no Brasil.A cultura brasileira se desenvolveu sobre muitas bases, e uma delas é inegável: os sabores e cheiros que vêm da cozinha. É esse o ambiente da casa que desperta grande parte da memória afetiva de todos nós. É nesse pequeno espaço que aprendemos os primeiros prazeres, que desenvolvemos as primeiras regras de sociabilidade. É ali que mais nos reconhecemos como brasileiros. Esta é uma reedição da coletânea de artigos, depoimentos e textos históricos dos séculos XVII a XX, reunidos por Luís da Câmara Cascudo na década de 1970. Em Antologia da alimentação no Brasil, conhecemos histórias saborosas da vida cotidiana brasileira: da introdução do sorvete no Brasil ao cotidiano de bares e cozinhas de negros e brancos, escravos e livres, baianos e mineiros. A partir dos estudos desse historiador e antropólogo pioneiro nos estudos sobre a alimentação no Brasil é que a comida passou a ser considerada um bem cultural. E um patrimônio cultural extraordinário, cujo propósito é causar deleite e se modificar, dando origens a novos reflexos de quem somos e de como vivemos. Com História da alimentação no Brasil (também reeditada pela Global) e esta Antologia da alimentação no Brasil, Câmara Cascudo traçou uma fascinante história do povo brasileiro através do que entra por sua boca.

Autor

Um dos mais respeitados pesquisadores do folclore e da etnografia no Brasil, Luís da Câmara Cascudo viveu quase toda sua vida no Rio Grande do Norte. Lia muito, recebia visitas, escrevia demais. Em suas viagens fazia amigos e ouvia histórias. Trocava muita correspondência. Por ser um homem muito querido, recebia – por escrito ou ao pé do ouvido – muitas informações sobre "causos" que embalaram o sono e assustaram gerações e gerações. Professor Cascudo, como historiador que era, também pesquisou os caminhos trilhados pelo homem e seu legado nos deixou as mais preciosas informações sobre a cultura brasileira. Em 1954, lançou a sua obra mais importante como folclorista, o Dicionário do Folclore Brasileiro, obra de referência no mundo inteiro. No campo da etnografia, publicou vários livros importantes como Rede de Dormir, em 1959, e História da Alimentação no Brasil, em 1967. Publicou depois, entre outros, Geografia dos Mitos Brasileiros, com o qual recebeu o prêmio João Ribeiro da Academia Brasileira de Letras. O pesquisador trabalhou até seus últimos anos e foi agraciado com dezenas de honrarias e prêmios. Morreu aos 87 anos.